Metropolitano de Curitiba tem bom início de temporada

O Campeonato Metropolitano de Velocidade de Curitiba teve um bom início de temporada. A primeira etapa de 2020 foi disputada neste fim de semana, no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC), em Pinhais, região Metropolitana da Capital Paranaense. Com bons pegas, foram disputadas as categorias Marcas “A” e “B”, Turismo “A”, “B” e “C”, e Clássicos (Força Livre), com organização e promoção da M & L Produções Artísticas Ltda, e supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

Durante os Treinos Classificatórios que definiram os grids de largada, os três primeiros por categoria foram:

TURISMO “A” – 1º) Andrei Carta/Ruslan Carta Filho (PR), 1m41s704; 2º) Mário Broering (SC), 1m42s022; 3º) José Pederneiras (PR), 1m42s163.

TURISMO “C” – 1º) Roberto Bonato/Evandro Maldonado (PR), 1m43s788; 2º) Christian Pampuch (PR), 1m44s526; 3º) Rodrigo Tassi/Rafael Colombari (PR), 1m44s836.

Reunindo as categorias Terra Turismo “A” e Turismo “C”, com 20 participantes, a primeira prova aconteceu às 11h05, para 30 minutos mais duas voltas. Andrei Carta que largou na pole position manteve a liderança na primeira volta, seguido de José Pederneiras, Mário Broering, Rafael Lupatini e Jorge Silva. Marcelo Oliveira Filho abandonou na primeira volta com problemas técnicos, mesma situação enfrentada por Rogério Marqueto, que abandonou na terceira volta. Depois de 18 voltas, vitória de Jorge Silva na Geral e na Turismo “A”, com tempo total de 34m03s234, vindo a seguir José Pederneiras, a 0s482; Mário Broering, a 5s246; Andrei Carta, a 13s027; e, Juliano Diener, a 37s506. E na Turismo “C”, vitória de Evandro Maldonado, com tempo de 34m56s820, seguido de Rodrigo Tassi, a 1s135; Arlei Tucholski, a 21s624; Gustavo Simão, a 25s816, e, Christian Pampuch, a 29s107.

A segunda prova das categorias Turismo “A” e “C” também foi muito movimentada, indo à pista às 15h40, com boas disputas do início ao fim da corrida. Jorge Silva largou na pole e manteve a posição durante a primeira volta, seguido de perto por José Pederneiras, Mário Broering e Ruslan Carta Filho. A prova teve três líderes diferentes com Jorge Silva, Mário Broering e José Pederneiras se revezando na ponta. Alexandre Martins e Ruslan Carta Filho com problemas e abandonaram com uma volta. Rafael Lupatini e Cláudio Tucholski com cinco, Roberto Bonato com seis, Christian Pampuch com sete e Marcelo Cordeiro com nove voltas, também abandonaram a corrida.

Ao fim de 17 voltas, nova vitória de José Pederneiras na Geral e na Turismo “A”, com tempo total de 34m50s300, vindo a seguir Diener Filho, a 6s277; Mário Broering, a 12s752; Jorge Silva, a 17s489; e, João Fugati, a 53s926. E na Turismo “C” a vitória foi de Rafael Colombari, com tempo de 35m01s761, seguido de Luiz Brambila, Marcelo Oliveira Filho, Gustavo Simão, e, Ralf Berger. Andrei Carta marcou a volta mais rápida das provas disputadas, na 19ª passagem da primeira corrida, com tempo de 1m41s564, à média de 130,972 km/h.

A segunda etapa do Campeonato Curitibano de Velocidade 2020 está marcada para os dias 18 e 19 de abril, no AIC, válida também pela segunda etapa do Paranaense de Velocidade no Asfalto 2020.

VEJA TAMBÉM